5 passos para quitar dívidas com empréstimo Home Equity

5 passos para quitar dívidas com empréstimo Home Equity

“A coisa mais indispensável a um homem é reconhecer o uso que deve fazer do seu próprio conhecimento”.

Platão

Eu sei que nem sempre conseguimos dar conta das nossas despesas. Surgem imprevistos, emergências ou mesmo, deixamos de ter o controle de quanto estamos gastando. Assim, com o tempo as dívidas se acumulam e se multiplicam. Portanto, se você está nessa situação, veja como você pode quitar suas dívidas com o Home Equity.

Eu sou Allan Almeida, gestor de marketing da Best, e hoje vou te contar como o empréstimo Home Equity me ajudou a sair das dívidas. Para te ajudar, elaborei 5 passos simples que vão te ajudar muito.

Antes, um pouco de história

Antes de mais nada, quero contar um pouco da minha história e de como eu acumulei rapidamente uma dívida de R$50 mil.

Em 2018 eu tinha um emprego muito bom, no entanto, acabei me perdendo com os gastos no cartão de crédito e, nesse momento, a fatura chegava a R$7 mil por mês. Assim, como eu ganhava em torno de R$10 mil, boa parte do meu dinheiro era usado para pagar a conta do cartão.

Com o tempo essa bola de neve foi aumentando e às custas de cheque especial e crédito rotativo (os serviços bancários com maiores juros), em um ano, os R$7 mil se transformaram em R$50 mil. Ou seja, um valor muito maior do que eu poderia pagar.

Nesse momento, eu procurei ajuda no banco. No entanto, nessas instituições mais tradicionais, eles nunca oferecem o melhor produto para você e sim, para eles. O banco me ofereceu um empréstimo com parcelas de R$4 mil, mas, no final, eu pagaria muito mais do que tinha pedido emprestado e os juros não compensam.

Foi então que conheci o empréstimo com imóvel como garantia, o Home Equity e nesse momento ficou tudo mais fácil.

O que é o Home Equity?

Em suma, o Home Equity é um tipo de empréstimo pessoal em que você usa um imóvel quitado como garantia para o banco. Esse imóvel pode estar em seu nome ou de algum terceiro.

Desse modo, como o banco conta com uma garantia efetiva, o seu imóvel, a taxa de juros e o custo efetivo total pelo empréstimo reduzem muito.

Afinal, enquanto o empréstimo estiver em andamento, você aliena o imóvel ao banco e isso aumenta as chances de você quitar a dívida, pois não quer perder o bem.

Além disso, você consegue tomar o empréstimo com valor de até 60% do imóvel. Com isso, dependendo do quanto conseguir de dinheiro e do valor da dívida, você consegue quitar tudo e ainda dar entrada num novo sonho.

Mas, porque os bancos não costumam oferecer esse tipo de empréstimo?

Basicamente porque, para eles, não é atrativo. Isso porque, como os juros são muito mais baixos, rende pouco para eles. Como eu já falei antes, eles sempre querem oferecer o que for melhor… para eles.

O fim da história

Enfim, antes desse adendo, estava contando minha história e agora preciso terminá-la para te mostrar como contratar o empréstimo com Home Equity.

Como minha dívida já era alta, as únicas chances que eu tinha para conseguir empréstimo, eram em instituições que cobram juros muito altos, na casa dos 4% ao mês. Mas, ao conhecer o empréstimo com imóvel de garantia, não tive dúvidas quanto a esta opção.

Isso porque, a taxa oferecida foi de 0,69% ao mês, a mesma que a Best cobra atualmente nesta modalidade (consulte o simulador). Ou seja, 4x menor do que a taxa de juros do empréstimo pessoal normal!

Bom, depois que decidi o tipo de empréstimo que faria para pagar minhas dívidas, contratei o crédito com uma parcela em torno de R$1 mil e ainda estou terminando de pagar. Mas, posso garantir que valeu muito a pena.

Agora, meu objetivo é ajudar outras pessoas a conhecer esse tipo de crédito e quais são as etapas do processo. Para isso, separei tudo em 5 passos essenciais que vou te mostrar agora:

5 Passos para contratar o Home Equity

1- Buscar mais informações sobre o Home Equity

Em primeiro lugar, antes de contratar qualquer empréstimo, você precisa buscar mais conhecimento sobre o assunto:

          Entenda como funciona o Home Equity;

  • Avalie se o imóvel que você quer usar de garantia está em boas condições;
  • Saiba exatamente quanto dinheiro precisa para quitar suas dívidas, ou seja, faça a consolidação delas antes de contratar o crédito;
  • Conheça as taxas de juros e o custo efetivo total;
  • Avalie se a sua renda dá conta de pagar as parcelas. Aqui, saiba que, de acordo com regras do Banco Central, você pode comprometer, no máximo, 25% da sua renda.
  • Não deixe de conversar com um especialista.
  • Tudo isso faz parte da pré-análise para a concessão do crédito e nela você precisa avaliar qual é a sua saúde financeira.

2- Avaliar o imóvel

Nesta etapa, o banco ou fintech que você procurar para contratar o crédito, fará uma avaliação do seu imóvel para estimar qual é o valor dele e assim, poder decidir se concede ou não o empréstimo com garantia.

Na hora de procurar a instituição, evite supervalorizar o seu bem, isso pode pegar mal durante a avaliação. Para estimar o valor total, você pode usar como base o valor venal do imóvel que consta no IPTU, por exemplo.

3- Avaliação jurídica

Na terceira parte do Home Equity, será feita a avaliação jurídica do imóvel para verificar se ele está quitado, se existem pendências ou processos em aberto.

Aqui, você precisará fornecer uma série de documentos para consolidar o contrato. Por isso, mantenha a calma e, se possível, peça ajuda a um especialista.

Jurídico

4- Alienação do Bem

Depois que o Home Equity estiver acertado com a instituição financeira, você deve procurar o Registro de Imóveis para lavrar toda a documentação. Com isso, você vai alienar o bem para o banco.

Vale lembrar que, enquanto o empréstimo não estiver quitado, o imóvel pertence ao banco.

5- Dinheiro em mãos

Por fim, depois de todo esse processo, você recebe em mãos o dinheiro que solicitou. Aqui, minha sugestão é procurar as credoras da dívida inicial para negociar.

Por exemplo: lembra da minha dívida de R$7 mil que se transformou em R$50 mil? Pois bem, como eu tinha todo o dinheiro para quitar o valor, consegui negociar por um preço bem abaixo, na casa dos R$20 mil.

Isso porque, como me propus a pagar tudo de uma vez, consegui um valor mais próximo da dívida original. Assim sendo, antes de sair torrando o dinheiro, lembre-se de negociar!

Ultimas postagens

Quero comprar

um imóvel.

Quero empréstimo
usando meu imóvel.