Agenda econômica da semana

Leia em 2 minutos
Agenda econômica da semana
A agenda econômica da semana está menos movimentada. O destaque é a Ata do Fomc, que poderá elevar os juros da economia americana

Compartilhar Post

A agenda econômica dessa semana tem alguns dados importantes do Brasil, porém o destaque maior é a Ata da Fomc do banco central americano.

No Brasil, um dos destaques é o IBC-Br, divulgado pelo Banco Central, e conhecido vulgarmente como “prévia do PIB”. O indicador, referente a junho, sai já nesta segunda-feira (15) e o Itaú prevê uma alta de 0,3% na comparação com maio.

Nesse mesmo dia sai o primeiro Relatório Focus, com as previsões para a economia, após a deflação de 0,68% do IPCA de julho.

Segundo economistas, mesmo que as previsões indiquem o encerramento do ciclo de aperto monetário com a Selic a 13,75%, o BC (Banco Central) ainda pode fazer um ajuste residual na taxa em setembro.

Ata do Fomc é destaque na agenda internacional

A agenda internacional traz dados relevantes com a ata da última reunião do Comitê de Mercado Aberto (Fomc) do Federal Reserve, o Banco Central americano, previsto para quarta-feira (17).

Lembrando que em seu último encontro, a autoridade monetária elevou o ritmo de aperto, subindo os juros em 75 pontos base.

Na quarta-feira passada, o índice de preços ao consumidor americano (CPI, na sigla em inglês) ficou estável e só o fato da inflação no país não ter avançado novamente foi motivo para animar o mercado.

Na próxima terça (16) sai a produção industrial nos Estados Unidos referente à julho. O consenso Refinitiv prevê alta de 0,3% na comparação com o mês anterior.

Já na quarta (17), é a vez do dado de varejo, sobre o mesmo mês. A média das projeções do mercado aponta para uma alta de 0,1% na comparação com junho.

Esses dados, aliados à ata do Fomc, contribuirão para refinar as projeções para a taxa de juros americana.

Na Europa, destaque para o Produto Interno Bruto (PIB) da zona do euro no segundo trimestre, que sai na quarta-feira. O consenso Refinitiv prevê variação positiva de 0,7% na comparação com os três primeiros meses do ano e de 4%, na base anual.

Já na quinta (18), tem a inflação ao consumidor do bloco em julho, com a média das projeções do mercado apontando para alta de 0,1% em relação ao mês anterior.

Subscribe To Our Newsletter

Get updates and learn from the best

destaques

Quero comprar

um imóvel.

Quero empréstimo
usando meu imóvel.