Alugar ou financiar um imóvel?

Leia em 3 minutos
Financiamento imobiliário
Você tem dúvidas se é melhor alugar ou financiar um imóvel? Confira a opinião de especialista e saiba fechar o melhor negócio

Compartilhar Post

Sempre existiu o sonho da casa própria, porém algumas pessoas afirmam que comprar um imóvel não é um bom negócio. Mas, afinal, é melhor alugar ou financiar um imóvel?

Hoje em dia, é comum encontrar pessoas pela internet dizendo que o ideal é viver de aluguel e investir o dinheiro até que você tenha o capital para comprar o imóvel. Porém, sabemos que essa é uma realidade distante para a maioria dos brasileiros, pois dificilmente as pessoas têm dinheiro para investir.

O CEO da SejaBest, Gaspar Motta, trabalha no ramo do crédito imobiliário há oito anos e já ajudou muita gente a realizar o sonho da casa própria. Segundo ele, não é da cultura do brasileiro poupar dinheiro para investir e poucas pessoas possuem disciplina para fazer investimentos, por isso o ideal é o financiamento imobiliário.

A grande maioria dos brasileiros não possui renda suficiente para conseguir poupar e investir esse dinheiro. Portanto, muitas afirmações vistas na internet não se aplicam a todos, já que é uma parcela mínima da população que tem, de fato, uma renda considerável.

Alugar ou financiar imóvel – dados que comprovam o que é melhor

Motta explica a situação pegando de exemplo um imóvel de R$ 200 mil. “No financiamento, com a taxa de 9 a 9,5% ao ano e com prazo de 360 meses, a pessoa começa pagando R$ 1.952,00 e a última parcela seria de R$ 509,00”, afirmou. Desse modo, ressaltamos que a conta foi feita com base em um financiamento no valor de R$ 180 mil, já que é necessário dar uma entrada de R$ 20 mil.

Segundo Motta, quando uma pessoa contrata o financiamento na tabela SAC, a vantagem é maior, pois as parcelas vão diminuindo com o tempo. Já no aluguel acontece o contrário, pois existe uma correção anual que aumenta o valor com o tempo.

Motta ainda afirma que no financiamento você pode ir amortizando, ou seja, muitas pessoas acabam quitando a dívida muito antes do tempo previsto.

Comparativo – alugar ou financiar um imóvel

Para fazer um comparativo, o CEO pegou de exemplo um imóvel do mesmo valor (R$ 200 mil) nas principais regiões do Brasil. “Fizemos a conta e a média é de 0,5 a 0,7% ao mês”, declarou. Lembrando que na conta do financiamento a taxa média seria de 0,8% ao mês.

Motta afirma que no financiamento você paga a parcela e está amortizando a dívida de algo que no final será seu. Já no aluguel, você só paga e não terá nada em troca.

De acordo com Motta, o primeiro mês de aluguel é de R$ 1.400,00 e a diferença seria de R$ 500 comparado com o financiamento. Segundo ele, é nesse ponto que muitas pessoas dizem que poderiam usar essa diferença para investir. “Mas calma que a conta mal começou, pois todo contrato de aluguel tem seu valor reajustado a cada ano e o indexador utilizado é, geralmente, o IGP-M”, afirmou.

Sendo assim, fazendo uma média de 15% ao ano, em cinco anos o valor do aluguel será de R$ 2.448,00. “Enquanto isso, no financiamento, daqui cinco anos você irá pagar R$ 1.700,00”, concluiu. Já em 10 anos, o valor do aluguel salta para R$ 4.925,00, enquanto a parcela do financiamento fica em R$ 1.466,00.

Opinião do CEO

Motta ressalta que no financiamento você está pagando e esse dinheiro está vindo a seu favor, pois o imóvel já é seu. Já no aluguel, o valor ainda aumenta com o tempo.

Além disso, é possível amortizar o financiamento, pagando a dívida em menos tempo. Outra vantagem que ele ressalta são as reformas feitas no imóvel. “É totalmente diferente fazer benfeitorias em um imóvel que você sabe que será seu”, afirmou.

Quem financia um imóvel também é beneficiado da valorização do imóvel. “Todas as regiões do Brasil têm alta na valorização, dificilmente você vê uma região com uma baixa na valorização do imóvel”, concluiu.

Outro ponto é que quando você vive de aluguel, corre o risco do proprietário não querer renovar o contrato de locação ou simplesmente vender o imóvel e você terá que desocupar, gerando um grande transtorno na sua vida.

Se você quer ver mais detalhes sobre esse assunto, assista o vídeo a seguir:

Subscribe To Our Newsletter

Get updates and learn from the best

destaques

IPCA-15 junho 2022

IPCA-15 registra 0,69% em junho

Leia em 2 minutos O IPCA-15 é uma prévia da inflação oficial. Em junho, o índice apresentou uma alta de 0,69%, acima da taxa registrada em maio (0,59%)

Quero comprar

um imóvel.

Quero empréstimo
usando meu imóvel.