Aumento da taxa Selic impacta diretamente o financiamento poupança

Aumento da taxa Selic impacta diretamente o financiamento poupança

O aumento da taxa Selic impacta diretamente o financiamento com indexador de poupança, isso porque o mesmo é 70% da Selic. Mas, esse aumento apesar ser drástico, já era esperado por especialistas, como aponta a Agência Brasil.

Apesar disso, existe uma saída para quem esta em uma operação com esse tipo de indexador, que pode mudar totalmente a sua perspectiva de mercado, sendo esta uma novidade do Banco Central. Para entender, continue lendo esse artigo até o final.

Quer entender o que é a Selic? Temos um vídeo completo sobre:

O que é a taxa Selic?

A Selic é a taxa básica de juros da economia. Ela é usada para controlar a inflação, causada pelo aumento dos preços de consumo. O Copom (Comitê de Política Monetária) é o responsável pela fiscalização e aumento desse mecanismo. Este por sua vez, é um órgão interno do Banco Central.

A origem do nome “SELIC”, vem da sigla do Sistema Especial de Liquidação e de Custódia. Tal sistema é uma infraestrutura do mercado financeiro administrada pelo BC, como citei acima.

Aumento da taxa Selic

O aumento se deu no ultimo dia 8 de dezembro, onde o copom elevou a taxa Selic para 9,25%, um aumento de 1,5% em relação a taxa anterior de 7,75%. Esse aumento impacta diretamente os produtos que estão atrelados a Selic, como financiamentos, investimentos e empréstimos.

E apesar de uma grande alta, a Selic se mantem baixa em relação aos últimos 10 anos, principalmente considerando a alta de 2015/2016, como mostra o gráfico abaixo.

Aumento da taxa Selic nos últimos 10 anos, segundo Agência Brasil

Mas, porque o governo aumenta a Selic? Isso acontece para que os juros fiquem altos e o consumo seja freado, tendo em vista que o dinheiro se torna mais “caro”. Assim, a própria inflação também é reduzida de forma gradual.

O grande problema é que esse mecanismo impacta diretamente alguns produtos de crédito, principalmente os que são indexados pela poupança, como o popularmente conhecido, financiamento de poupança.

Impacto do aumento da taxa Selic em financiamento poupança

O financiamento imobiliário com juros pela poupança apareceu pela primeira vez em 2020, quando o Banco Itaú o lançou no mercado.

Em suma, os juros desse crédito possuem uma taxa prefixada, que gira em torno de 4%, mais a correção da poupança como indexador. Vale lembrar que a correção da poupança corresponde a 70% da taxa básica de juros, a Taxa Selic.

Assim sendo, o valor dos juros desses financiamentos estão ligados de forma direta à Taxa Selic. Ou seja, se ela subir mais, os juros também serão maiores.

Naquele momento, em 2020, com a Taxa Selic no menor patamar histórico (2% a.a.), parecia uma boa ideia para quem queria financiar seu imóvel por meio dessa modalidade.

Hoje, justamente com a subida dessa taxa, as pessoas que optaram por essa modalidade estão desesperadas com esse aumento.

Aumento esse, que faz com que esse produto fique acima do indexador TR, que nesse exato momento esta zerado. E quando esse tomador faz a comparação entre os produtos, é que o arrependimento.

Mas, será que existe uma saída para tal problema? Sim, e se chama portabilidade entre produtos de financiamento.

A portabilidade do financiamento

Por mais complicado que esse problema seja, existe uma solução recém criada pelo BACEN, que é a portabilidade entre produtos de crédito. No passado por exemplo, tínhamos a portabilidade apenas em produtos da mesma natureza, pós-fixado com pós-fixado e versa.

Mas o que é portabilidade? A portabilidade de financiamento, é quando você migra de um produto ou instituição, com o intuito de diminuir taxas, o valor ou até aumentar o tempo de pagamento.

Então, como citei acima, agora com essa solução entre produtos pré-fixados e pós-fixados, quem esta desesperado com esse aumento, tem uma saída.

Caso você prefira ver a fundo esse assunto, temos um vídeo completo sobre:

Algumas coisas devem ser levadas em consideração, antes de você entrar em um processo de portabilidade. Coisas essas, que se você não seguir a risca, provavelmente vai piorar ainda mais a sua situação.

1 – Simule a portabilidade em vários bancos

Fazer uma simulação em vários bancos te faz ter mais opções no momento da portabilidade, não só de taxas, mas também de qualidade de processo, pois em cada instituição o processo roda de formas diferentes.

2 – Com simulação na mão, pressione o seu banco

Provavelmente quando a sua instituição souber que você esta buscando uma portabilidade, ela te oferecera algo melhor para que você continue dentro dela. Por isso é de suma importância você simular em vários bancos.

3 – Não tenha pressa

Como já diz o ditado, a pressa é inimiga da perfeição, o que nesse caso é bem real. Essa operação é altamente morosa, quando você faz a mudança de instituição, que muitas vezes será necessária. Portanto, tenha calma.

Financiamento SejaBest

Se você quer fazer um financiamento de forma realmente segura, escolha um especialista em operações de crédito, que segundo o seu perfil, te indicará o melhor produto.

A SejaBest é um exemplo disso, aqui você tem as melhores taxas, com produtos livre da Selic. O que você esta esperando? Quer fazer um financiamento? Clique aqui.

Você também pode conferir outros conteúdos aqui do portal da SejaBest:

Quero comprar

um imóvel.

Quero empréstimo
usando meu imóvel.