Como organizar as finanças básicas da sua empresa?

Leia em 3 minutos
como organizar finanças da empresa
Aprender a organizar as finanças da sua empresa te ajudará no crescimento e sucesso do seu negócio. Confira as dicas a seguir:

Compartilhar Post

Uma das coisas mais importantes na hora de empreender é saber como organizar as finanças da sua empresa. Por conta disso, preparamos um passo a passo para você não errar.

Cuidar do setor financeiro é essencial para levantar custos, desperdícios, nível de endividamento e saber quais investimentos são mais adequados para o seu negócio.

As dicas que listamos abaixo são fundamentais tanto para quem quer abrir seu negócio próprio como também para quem já possui uma empresa, mas precisa organizar as finanças.

Confira a seguir como organizar as finanças da sua empresa:

1. Separe contas pessoais das empresariais

Não saber separar as contas pessoais das contas da empresa pode te levar à falência. No entanto, muitos empreendedores misturam as despesas pessoais e familiares com as contas da empresa, como se fossem uma coisa só. Isso é um grande erro.

2. Defina custos, receitas e despesas
finanças empresa

Custos – o custo de um produto é definido pelo preço da matéria-prima, o preço da mão de obra direta usada na sua produção, o preço da mão de obra indireta para manter a empresa aberta e o custo de amortização da maquinaria e do aluguel.

Receitas – a receita é tudo o que a empresa ganha com venda de serviços ou produtos. Sendo assim, essas receitas fazem parte do cálculo do lucro e representam o lado positivo da caixa. 

Despesas – a despesa inclui os gastos que não se identificam durante o processo de transformação ou produção dos bens e produtos. Toda despesa está relacionada ao valor gasto com a estrutura administrativa e comercial do negócio em questão.

3. Fique atento aos prazos

O cumprimento dos prazos de pagamento da sua empresa, tanto de fornecedores, como de funcionários, ou de contas de manutenção do negócio, é algo que garante a saúde financeira e do empreendimento e uma boa gestão do fluxo de caixa. 

4. Tenha o orçamento definido

Quando o empresário é guiado por um valor predefinido, ele consegue entender para onde está caminhando, quais ações pode fazer para alcançar aquilo mais rápido, ou em qual momento deve frear seus gastos para não sair do orçamento e prejudicar as finanças da empresa.

5. Negocie melhores condições de pagamento

Negociar com fornecedores é uma forma de buscar economizar. O empresário pode fazer propostas de parcerias que sejam vantajosas para ambos os lados. Tudo isso visando condições melhores de pagamento.

6. Faça gestão de fornecedores

Fazer a gestão de fornecedores significa manter um relacionamento com eles. Além disso, o empresário deve ter disciplina para planejar estrategicamente essas interações com pessoas de organizações externas à empresa, buscando melhorar essas  interações.

7. Controle do estoque

O controle de estoque permite que a empresa seja capaz de prever o quanto em produtos será necessário comprar, como também ajuda a evitar desperdícios futuros. Sendo assim, é possível evitar prejuízos ou que faltem produtos para os clientes. 

8. Registre as movimentações financeiras

É importante registrar o fluxo de caixa, anotando entradas e saídas para que tenha um controle exato de tudo. Para isso, elabore uma planilha no Excel. E também certifique se seu capital de giro é o suficiente para manter o funcionamento da empresa.

Precisa de dinheiro para capital de giro?

O capital de giro é o dinheiro necessário para manter e garantir a sobrevivência do seu negócio. Ou seja, é a soma dos recursos (dinheiro, crédito, estoques etc.) necessários para bancar a liquidez, possibilitando o funcionamento da sua empresa. 

Porém, muitos empreendedores não conseguem garantir uma boa quantia de capital de giro e precisam fazer um empréstimo para manter a empresa operando.

Uma modalidade de crédito muito procurada é o Home Equity, pois possui várias vantagens como juros baixos e prazo estendido para pagamento.

Leia mais: Quais as vantagens do Home Equity

Onde fazer empréstimo com garantia de imóvel?

Com a expansão das fintechs, o Home Equity se tornou cada vez mais acessível e popular. A facilidade e agilidade nos processos são os principais atrativos.

Em primeiro lugar, faça uma simulação. Desse modo, você vai ter uma ideia dos valores das parcelas.

SejaBest possui várias parcerias e por isso oferece taxas de juros mais baixas. O atendimento personalizado garante uma ótima experiência ao cliente. Desse modo, é possível tirar dúvidas a qualquer hora do dia, todos os dias da semana.

Tem interesse no Home Equity?

Simule aqui

Subscribe To Our Newsletter

Get updates and learn from the best

destaques

Quero comprar

um imóvel.

Quero empréstimo
usando meu imóvel.