Home Equity – Empréstimo barato e seguro

Home Equity – Empréstimo barato e seguro

Home Equity é uma modalidade de empréstimo com garantia de imóvel, que traz as melhores condições do mercado | Entenda o passo a passo.

“Meu povo é destruído por falta de conhecimento – Oseias 4:6”

É com essa citação bíblica que começo esse artigo. Mas, o que ela tem a ver com o Home Equity?

Imagine a seguinte situação, você está sendo engolido por dívidas ou precisa de um capital de giro pra continuar fazendo o seu negócio rodar, e quando se dirige ao mercado de crédito (os bancos) se depara com uma situação terrível, eles não querem te emprestar a quantia que você precisa, ou simplesmente jogam as taxas e os juros lá pra cima. E se você consegue pegar um valor X, acaba pagando muito mais do que solicitou. É aí que entra o Home equity, vamos entender o que ele é?

Eu sou Allan Almeida, gestor de marketing da Best, e nesse artigo vou compartilhar com você tudo sobre empréstimo com garantia de imóvel (home equity) vamos lá?

O que é o Home Equity?

Home Equity, crédito com garantia de imóvel, refinanciamento imobiliário, hipoteca ou empréstimo com garantia de imóvel (todos os nomes para o mesmo produto), é uma operação de crédito imobiliário que traz as melhores taxas e o maior tempo de amortização (240 meses). Ou seja, é uma das melhores opções de crédito existente hoje no mercado. E aqui está a ligação com o texto bíblico, a maioria das pessoas não tem conhecimento sobre essa operação ou pelo menos não como deveria, e por isso acabam se endividando cada vez mais, aderindo a outras operações de crédito. O objetivo desse artigo é justamente isso, impedir que você seja enganado, te dando todo o conhecimento sobre o que é, e como funciona o Home Equity.

Como funciona?

Mas como funciona essa operação de crédito imobiliário? É muito simples, você dá o seu imóvel como garantia e o banco te cede uma quantia X sobre o percentual do valor avaliado do imóvel. Na maioria dos casos, o valor máximo que você pode pegar é de até 60% do valor total de avaliação do seu imóvel. É aí que está o segredo, como você deixa o seu imóvel como garantia, os bancos de cedem as menores taxas e as melhores condições de juros. Porque teoricamente, o risco é reduzido nessa operação para as grandes instituições. Vamos ao passo a passo para que você entenda melhor o funcionamento do Home Equity.

Passo a passo do Home Equity

Primeiramente você deve procurar uma instituição que faça essa operação. A maioria dos bancos fazem, porém eu já te adianto, eles não vão te ajudar com isso. Por isso, minha indicação é que você encontre uma fintech de crédito, e faça por ela uma simulação. Não sabe o que é fintech? Vou te explicar mais adiante nesse artigo.

Pré análise:

Os analistas vão verificar sua situação financeira para buscar entender o quanto você ainda pode comprometer da sua renda, não ultrapassando o permitido que é de até 35% do seu ganho mensal. Mas Allan, eu ganho R$ 5 mil mês, e tenho um comprometimento de R$ 1.750, ou seja 35% da minha renda, então eu não posso fazer o home equity? Pode, vou te dar uma dica. Você deve compor renda com um familiar. Como assim? Você pode unir os seus ganhos com os ganhos de algum familiar seu, fazendo com que a sua renda que é de R$ 5 mil, aumente para um valor que caiba a sua parcela, dentro dos 35% de renda que podem ser comprometidos.

Avaliação de imóvel:

A segunda etapa é a avaliação de imóvel que a própria instituição que você escolher, fará no seu bem. Ela enviará um engenheiro terceirizado para avaliar o valor real do seu imóvel. Tenha em mente, o valor sentimental que o seu bem tem para você não será levado em consideração, por isso tente não mentir valores dentro da simulação que você irá fazer.

Jurídico e Emissão de CCB (contrato):

A terceira etapa é a avaliação jurídica do seu bem. Ou seja, eles querem garantir que seu imóvel não tem alguma restrição que impeça a realização da negociação. Exemplo disso são dívidas que não podem ser negociadas como: penhoras de alto valor e dívidas impagáveis. Após feita essa análise e visto que não tem nada ativo em seu imóvel, prossegue a negociação, sendo emitido o contrato de alienação fiduciária.

Registro de Imóveis:

Depois que tudo isso for feito, seu contrato será enviado para o registro de imóvel e alienação. A ideia é que demore entre 30 a 40 dias.

Liberação do Recurso:

Enfim, o contrato volta para o banco já registrado e então o próprio banco vai liberar seu recurso. Isso tudo pode demorar entre 40 a 45 dias.

E para quem é indicado o Home Equity?

Para quem quer:

Quitar suas dívidas;

Trocar de dívidas;

Capital de giro.

Quitar dívidas ou fazer a troca delas:

Mais de 58% dos brasileiros estão endividados de alguma forma segundo a CNC. Imagino que você já teve uma dívida que te tirava o sono. É, eu sei como é. Há dois anos atrás eu atrasei o pagamento do cheque especial, e a minha dívida que era pequena e aceitável, virou uma bola de neve impagável. Eu quase fui ladeira abaixo, se na época eu conhecesse essa operação de crédito, jamais teria perdido tanto dinheiro como perdi, negociando minhas dívidas com o banco.

Então imaginado que sua dívida é de R$ 50 mil reais, você ganha R$ 8 mil, e sua parcela é de R$ 3 mil. Caso você queira fazer um home equity, você poderá pegar R$ 100 mil, pagar sua dívida de 50 e ficar com 50 de troco. Além de tudo isso, você pode diminuir sua parcela mensal em 50%. Viu? É muito simples entender o poder dessa modalidade de crédito.

E dentro do capital de giro não é diferente, como veremos a seguir:

Imaginado de novo que você tem uma empresa, e está passando por grandes apertos. Então na sua cabeça vem logo a ideia de pegar crédito com o banco. Porém, o mesmo lhe diz não, por falta de confiança no seu crédito. Então, você oferece o seu imóvel como garantia. Pronto, você pegou o dinheiro que precisava (muitas vezes valores altos) e resolveu seu problema.

O último caso de pessoas que eu conheço que aderem a essa modalidade é:

Necessidade de dinheiro para reforma do próprio bem. Isso mesmo, imagine poder refinanciar seu bem, pegar um trocado e deixá-lo como novo, assim valorizando ainda mais o seu capital.

Outras postagens que vão te ajudar

Home Equity – Tudo sobre as taxas dessa operação

Refinanciamento Imobiliário – Entenda os processos

Refinanciamento imobiliário – Quem pode solicitar?

O descaso dos bancos em relação ao Home Equity.

Mas Allan, se é uma operação tão boa, por que os bancos não a ofertam? A resposta é simples, os gerentes de bancos não têm um alto ganho com essa operação. A pontuação que ela traz para eles por exemplo, é a mesma de uma abertura de conta. Ou seja, qual é mais fácil? Um empréstimo ou uma abertura de conta? Essa é a realidade, por mais incrível que o atendimento do seu banco seja, ele não liga pra você, ele liga para o dinheiro que você pode render a ele. E apesar de ser a escolha mais segura para os bancos, ela é a que menos rende dinheiro.

Conclusão | precisa de dinheiro?

Mas, então como eu poderei escolher pelo Home Equity se o meu banco não liga pra mim? É por isso que as Fintechs de crédito imobiliário existem. Elas revolucionaram o mercado de crédito, melhorando o atendimento e dando agilidade ao processo. Não bastasse isso, elas humanizaram os produtos, pensando no real problema dos clientes. Fintechs como Creditas, Credihome e Best, buscam sempre o melhor no atendimento ao cliente que precisa fazer o home equity. Por isso se a sua necessidade é dinheiro e você tem o imóvel, eu posso te ajudar. Clique no botão abaixo e faça uma simulação gratuita.

Caso você ainda esteja em duvida sobre o que é home equity e como funciona, acesse o vídeo abaixo onde nosso CEO Gaspar Motta, explica por completo o assunto:

Leia também:

Quero comprar

um imóvel.

Quero empréstimo
usando meu imóvel.