IGP-DI apresenta recuo em agosto

Leia em 2 minutos
IGP-DI agosto
O IGP-DI de agosto apresentou queda de 0,55%. O principal motivo para esse recuo é o preço dos combustíveis

Compartilhar Post

O Índice Geral de Preços – Disponibilidade Interna (IGP-DI) recuou 0,55% em agosto, ampliando a queda de 0,38% registrada em julho.

O indicador acumulou alta de 6,84% no ano e de 8,67% em 12 meses. Em agosto de 2021, o IGP-DI havia caído 0,14% e acumulava elevação de 28,21% em 12 meses.

Os combustíveis fósseis foram determinantes para a desaceleração da inflação.

O IGP-DI é o Índice Geral de Preços – Disponibilidade Interna. É ele que indica a movimentação dos preços no Brasil e é um dos medidores da inflação no Brasil.

Ele é calculado pelo Instituto Brasileiro de Economia, da Fundação Getúlio Vargas (FGV Ibre) e é a partir da soma de outros três índices: IPA, IPC e INCC. 

Desse modo, é importante acompanhar todos esses índices para entender o resultado do IGP-DI.

IPA

O IPA caiu 0,63% em agosto, ante queda de 0,32% no mês anterior. O principal responsável pelo recuo foram os combustíveis para o consumo, segundo a FGV, cuja taxa passou de queda de 0,29% para queda de 7,1%.

O estágio das Matérias-Primas Brutas suavizou a queda no mês, diz o estudo, passando de recuo de 2,19% em julho para queda de 0,04% em agosto.

Contribuíram para este movimento os seguintes itens: minério de ferro (-12,94% para -3,80%), milho em grão (-4,98% para 1,19%) e algodão em caroço (-14,45% para 1,34%).

Já em sentido oposto, vale citar, bovinos (3,62% para -3,35%), leite in natura (14,37% para 10,84%) e café em grão (0,50% para -0,94%).

IPC

O IPC caiu 0,57% em agosto, após queda de 1,19% em julho. O estudo destaca acréscimo nas taxas de variação de seis de oito classes de despesa componentes: 

  • Educação, Leitura e Recreação (-4,06% para 0,46%);
  • Transportes (-4,81% para -3,56%);
  • Habitação (-0,70% para -0,09%);
  • Saúde e Cuidados Pessoais (0,45% para 0,77%);
  • Despesas Diversas (0,30% para 0,36%);
  • Vestuário (0,47% para 0,53%).

Nestas classes de despesa, o instituto destaca o comportamento de passagem aérea (-19,81% para 2,07%), gasolina (-14,24% para -11,62%), tarifa de eletricidade residencial (-5,13% para -2,33%), artigos de higiene e cuidado pessoal (-0,42% para 1,65%), serviço religioso e funerário (0,08% para 0,48%) e roupas (0,30% para 0,69%).

No lado das quedas, os destaques são para os grupos de Alimentação (1,34% para 0,07%) e Comunicação (-0,09% para -1,03%). Estas classes de despesa foram influenciadas pelos seguintes itens: laticínios (11,58% para 2,64%) e tarifa de telefone móvel (-0,65% para -2,26%).

Subscribe To Our Newsletter

Get updates and learn from the best

destaques

Quero comprar

um imóvel.

Quero empréstimo
usando meu imóvel.