Investidor anjo: o que é?

Leia em 2 minutos
Investidor anjo
Investidor anjo é um termo que ficou muito popular nos últimos tempos. Confira o que é, quem são e como se tornar um

Compartilhar Post

Um investidor anjo é uma pessoa física que injeta capital próprio em uma empresa cuidadosamente selecionada, em troca de retorno sobre o lucro do valor aplicado.

Para conquistar um investidor anjo, é preciso ter um plano de negócio bem-estruturado, com projeção de despesa e lucro, além de um bom pitch de apresentação.

Normalmente, eles se reúnem em grupos de pessoas bem-sucedidas para procurar startups atuantes em seus respectivos segmentos de negócio. Em média, os valores injetados variam entre R$ 50 mil e R$ 700 mil.

Hoje, esse é um dos tipos mais populares e procurados. Para atrair um anjo para o seu negócio, é preciso providenciar:

  • um pitch de apresentação da startup;
  • um pitch de vendas (caso seja solicitado);
  • um plano de negócio;
  • uma projeção financeira que englobe aplicações, investimentos, ganhos, gastos e captação de clientes;
  • a procura por investidores compatíveis com a sua área de negócio.

As startups inovadoras que faturam menos de R$ 1 milhão ao ano e apresentam um potencial mercadológico têm grandes chances de serem escolhidas por investidores-anjo.

De onde surgiu o termo investidor anjo?

O termo investidor anjo, originalmente Angel Investor ou Business Angel, foi cunhado nos Estados Unidos, no início do século 20, para designar os investidores que bancavam os custos de produção das peças da Broadway, assumindo os riscos e participando de seu retorno financeiro, bem como apoiando na sua execução.

O conceito evoluiu para o investimento efetuado por pessoas físicas, normalmente profissionais ou empresários bem sucedidos, em empresas iniciantes (as startups), fornecendo não somente capital financeiro, mas também intelectual, apoiando o empreendedor com sua experiência e conhecimento. Por isso, ficou conhecido como Smart-Money.

Quem são os investidores-anjo no Brasil?

Geralmente, são empresários, empreendedores ou executivos que acumularam experiência e capital ao longo de suas trajetórias profissionais, podendo investir uma parte de seu patrimônio e seu conhecimento em novas empresas.

A pesquisa da Anjos do Brasil ajuda a entender um pouco melhor quem são essas pessoas:

  • 93% se identificam como do gênero masculino;
  • O valor médio investido por ano é R$ 129 mil;
  • Os modelos de negócios B2B (negócios que vendem para outros negócios) são os preferidos pelos investidores-anjo;
  • 80,2% dos investidores fazem seus investimentos por meio de redes de investidores-anjo.

Como se tornar um investidor anjo?

O investimento anjo opera com o investidor dando capital para a startup em troca de ações da empresa e, geralmente, se investe em grupo para mitigar riscos e amplificar esforços. Uma aliança de anjos significa que todos estarão investindo por meio do mesmo contrato – negociado pelo anjo-líder – e tudo que o executivo tem a fazer é acompanhar a evolução da jornada da startup.

Se você é novo no mercado, a recomendação é se juntar a uma comunidade que facilita o networking para co-investimento. Existem empresas especializadas que constroem pontes entre as grandes empresas, grandes executivos com extenso know-how e disponibilidade de capital, e as startups com maior impacto no mercado brasileiro.

Subscribe To Our Newsletter

Get updates and learn from the best

destaques

Tipos de empresas no Brasil

Tipos de empresas no Brasil

Leia em 5 minutos Confira os tipos de empresas no Brasil, qual CNPJ escolher para o seu negócio, além de saber quais portes de empresas existentes

Quero comprar

um imóvel.

Quero empréstimo
usando meu imóvel.