Previsão da economia pelo Boletim MacroFiscal

Leia em < 1 minutos
Boletim MacroFiscal
A Secretaria de Política Econômica divulgou novos dados do Boletim MacroFiscal. As projeções são positivas

Compartilhar Post

O Boletim MacroFiscal foi divulgado nesta quinta-feira (14/7) pela Secretaria de Política Econômica (SPE). A previsão do PIB (Produto Interno Bruto) cresceu de 1,5% para 2,0%. Para 2023 a projeção é de 2,5%.

Segundo o relatório, a mudança da projeção do PIB neste ano se deve às alterações no mercado de trabalho e na massa de rendimento real. O PIB é a soma de todos os bens e serviços finais produzidos por um país, estado ou cidade, geralmente em um ano.

Ainda de acordo com o Boletim MacroFiscal, a expectativa para a taxa de inflação (IPCA), que é o aumento de preços geral, diminuiu de 7,90% para 7,20% em 2022. Para 2023, a projeção se elevou de 3,60% para 4,50%.

A partir de 2024, espera-se convergência da inflação (IPCA) para a meta de 3,00%. Em relação ao INPC, a projeção para 2022 reduziu de 8,10% para 7,41%.

Todas as estimativas estão acima do centro da meta, de 3,50% e de 3,25%, respectivamente. Somente a partir de 2024, a SPE espera a convergência da inflação para a meta de 3%.

O Índice Nacional de Preços ao Consumidor (INPC) deverá encerrar o ano de 2022 com variação de 7,41%, devido à influência dos mesmos movimentos discutidos acima para o IPCA.

A revisão da atividade econômica se dá, em grande medida, pelo resultado das pesquisas mensais do IBGE já divulgadas. O crescimento médio mensal na margem nos meses de abril e maio da indústria geral e da transformação foi de 0,2% e 0,4%, respectivamente.

Segundo o relatório, as projeções de mercado evoluíram na mesma direção do desempenho da atividade econômica e da variação de preços para este ano.

Subscribe To Our Newsletter

Get updates and learn from the best

destaques

Empreendedorismo Brasil

Empreendedorismo cresce no Brasil

Leia em 3 minutos O empreendedorismo no Brasil ganha força conforme a população encontra soluções de crédito para abrir o negócio próprio

IPCA julho

IPCA tem queda de 0,68% em julho

Leia em 2 minutos O IPCA de julho registrou uma queda de 0,68%. Os preços dos combustíveis são os que mais influenciaram nesse resultado

Quero comprar

um imóvel.

Quero empréstimo
usando meu imóvel.